Não há nada mais verdadeiramente brasileiro do que as receitas que são fruto da mistura de povos e culturas. E este é o caso do tradicionalíssimo sagu de vinho! Com raízes indígenas, o sagu provém da mandioca e era a base alimentar de muitas etnias na época da colonização.

Com a invasão de Portugal, houve um processo de incorporação dos novos ingredientes nas receitas aqui existentes. Então, o sagu que, a princípio, era salgado, passa a incluir o vinho do porto, que garante alguns tons de sabor mais adocicados!

Além disso, a descendência italiana também cumpriu um papel significativo para o surgimento da receita como a conhecemos hoje. Assim, a “massinha de mandioca” com vinho do porto tinha o sabor ainda mais acentuado com a inclusão de temperos e especiarias provenientes da cultura italiana.

Entretanto, foi só no século XX que o sagu adquiriu seu formato típico de bolinhas, você sabia? Isso porque a forma proporcionava um cozimento mais ágil e garantia uma maior facilidade na produção industrial! A seguir, aprenda a receita completa de sagu de vinho e abrace toda essa tradição:

Receita prática de sagu de vinho

Tempo de preparo: 1h (+4h de geladeira)
Rendimento: 6 porções
Nível de dificuldade: fácil

Ingredientes:

  • 4 xícaras (chá) de água
  • 1 e 1/2 xícara (chá) de sagu
  • 3 xícaras (chá) de vinho de tinto seco
  • 1 canela em pau
  • 3 cravos-da-índia
  • 2/3 de xícara (chá) de açúcar
  • 1/2 xícara (chá) de xarope de groselha
  • Chantilly para acompanhar

Modo de preparo:

  1. Primeiramente, coloque a água em uma panela e leve ao fogo médio.
  2. Assim que levantar fervura, despeje o sagu e cozinhe por 30 minutos, mexendo de vez em quando, para não grudar no fundo.
  3. Em outra panela, coloque o vinho, a canela e o cravo.
  4. Em seguida, cozinhe em fogo baixo por 10 minutos e despeje na panela de sagu e cozinhe por mais 10 minutos ou até todas as bolinhas ficarem transparentes.
  5. Se necessário, acrescente mais água fervente. A
  6. crescente o açúcar e a groselha, mexendo até dissolver.
  7. Logo depois, despeje em um refratário e deixe esfriar.
  8. Assim, leve à geladeira por 4 horas.
  9. Sirva gelado acompanhado de chantilly.