Para os bebês, todos os dias são cheios de novidades! Imagine a quantas informações e estímulos novos são apresentados ao bebê ao provar comidas sólidas pela primeira vez. Aliás, essa fase tem nome: introdução alimentar! Essa é um período, que ocorrerá até os 2 anos, no qual a criança já está pronta para receber alimentos além do leite materno.

E é por isso que essa fase exige muito esforço dos pais, o acompanhamento de um pediatra e, se possível, de um nutricionista, a fim de garantir a introdução alimentar da melhor forma. Entretanto, para não deixar os pais de primeira viagem perdidos, o Guia da Cozinha veio ao socorro! Confira, a seguir, tudo o que você precisa saber sobre a introdução alimentar e também 4 receitas para oferecer ao seu bebê:

Como deve ser feita a introdução alimentar?

Antes de mais nada, o processo de introdução alimentar é aquela fase em que o bebê passa a receber novos alimentos, de forma complementar ao leite materno ou a fórmula infantil. Então, nesse momento, o bebê começa a se aventurar por novos sabores, aromas e texturas!

Nesse sentido, vale frisar que a introdução alimentar é um processo. Ou seja, pode ser que os alimentos não sejam bem recebidos pelo bebê logo no primeiro contato! Lembre-se principalmente que a descoberta é a parte mais importante e que o bebê precisa ter liberdade de explorar esse novo universo.

De acordo com a nutricionista Caroline Santos, a recomendação é de que a introdução alimentar comece a partir dos seis meses, quando o bebê passa a apresentar sinais de prontidão. Por exemplo, se o bebê consegue sustentar o tronco e a cabeça, demonstra interesse pelos alimentos dos adultos e tem o costume de levar objetos até a boca, é o momento de começar a introdução alimentar.

Como começar a introdução alimentar?

Não tem muito segredo: a introdução alimentar pode ser iniciada com alimentos amassados ou em pedaços macios. Além disso, você pode oferecer qualquer alimento saudável. Portanto, não existem regras para definir por qual alimento começar. É possível apresentar frutas, legumes, carnes, ovos, leguminosas… As possibilidades são infinitas!

O processo de introdução também deve ocorrer em 3 refeições diárias: dois lanches e uma refeição principal (almoço ou jantar). Assim, com o desenvolvimento do bebê, as refeições adquirem um maior grau de complexidade. Ou seja, aos 7 meses, almoço e jantar passam a ser sólidos; e, a partir de 1 ano, o café da manhã também é inserido no cardápio.

Entretanto, ao contrário da crença comum, não é mais recomendado que a Introdução Alimentar seja feita com papinhas. Afinal de contas, com tudo junto e misturado, o bebê não conseguirá aprender a distinguir cada tipo de alimento, sabor e textura. A seguir, confira algumas receitas recomendadas pela nutricionista.

4 receitas para oferecer na Introdução Alimentar

Picolé de banana com abacate

O picolé é uma ótima opção para apresentar ao bebê em introdução alimentar nos dias quentes

Picolé de banana com abacate – Foto: Neném da Nutri

Indicação: para bebês com +7 meses
Armazenamento: Até 30 dias no congelador.

Ingredientes:

  • 1 banana (qualquer tipo) madura
  • 3 colheres (sopa) de abacate

Modo de preparo:

  1. Amasse a banana com a ajuda de um garfo.
  2. Acrescente o abacate e amasse, misturando os dois.
  3. Coloque na forminha de picolé.
  4. Leve para o congelador até ficarem congelados.
  5. Por fim, sirva.

Dica: Essa receita também fica deliciosa com mamão e manga.

Mingau de aveia com banana

O mingau de aveia é uma ótima forma de inserir novas texturas no dia a dia do bebê

Mingau de aveia – Foto: Neném da Nutri

Indicação: para bebês com +7 meses
Armazenamento: Ideal para ser consumido na hora.

Ingredientes:

  • 1/2 xícara (chá) de água
  • 3 colheres (sopa) de aveia em flocos
  • 1 banana
  • canela a gosto

Modo de preparo:

  1. Amasse a banana e, em seguida, leve para um panela com a água e aveia.
  2. Mexa em fogo baixo até ficar em consistência cremosa.
  3. Depois de pronto, polvilhe a canela.

Panqueca de cacau

Panqueca de cacau em formto de corações servido em pratinho com formato de ursinho

Panqueca de cacau – Foto: Neném da Nutri

Indicação: para bebês com +9 meses
Armazenamento: Até 3 dias na geladeira e 30 dias no congelador.

Ingredientes:

  • 1 banana (qualquer tipo)
  • 1 ovo
  • 1 colher (sopa) de farinha de aveia
  • 1 colher (sobremesa) de cacau em pó
  • Azeite (para untar a frigideira)

Modo de preparo:

  1. Amasse a banana em um recipiente.
  2. Acrescente os outros ingredientes e mexa com a ajuda de uma colher ou garfo.
  3. Leve a massa para uma frigideira untada com azeite.
  4. Em fogo baixo, deixe assar um lado e tampe.
  5. Por fim, vire para assar o outro lado.

Açaí

O açaí pode ser servido a partir dos 6 meses do bebê

Açaí com banana – Foto: Neném da Nutri

Indicação: para bebês com +7 meses (se for açaí puro, sem a banana, pode oferecer desde os 6 meses)
Armazenamento: Até 30 dias no congelador.

Ingredientes:

  • 1 banana madura congelada
  • 1 polpa de açaí congelada
  • 2 colheres (sopa) de água

Modo de preparo:

  1. No dia anterior, corte a banana em rodelas e leve ao congelador.
  2. Quando estiver congelada, retire do congelador e leve para o liquidificador com a água e a polpa do açaí congelada.
  3. Bata até atingir consistência cremosa.

E aí, curtiu as dicas e as receitas? Confira abaixo essas e outras informações no vídeo abaixo:

Colaboração: Caroline Santos, nutricionista e dona do perfil Neném da Nutri