Food bikes: saiba como montar a sua!

Agora é a vez das food bikes: saiba como montar a sua!

  • Serve:

  • Tempo:

food bikes
Acervo pessoal
Receita salva

Que tal saborear lanches, docinhos e até picolés vindos de bicicletas pra lá de charmosas? A tendência da vez, em meio a crise, é empreender com o próprio negócio. Nessa toada, os food trucks vêm ganhando as ruas, não só das capitais, mas de muitas cidades do interior. Uma alternativa que vem crescendo para quem não possui capital suficiente para investir nesse tipo de negócio são as food bikes. Segundo o consultor de negócios Adriano Fabri, “a adequação de um food truck irá
custar, no mínimo, R$ 30 mil, que somado a um veículo, é um investimento muito alto. Uma adequação em uma bicicleta pode ser feita a partir de R$ 3 mil, valor bem mais razoável”, explica.

food bikes
Istock Images

Com um investimento bem mais baixo, as bikes são uma versão menor da estrutura dos trucks, adaptada às limitações que o veículo oferece – mas que, em compensação, cabem em mais lugares do que os trailers de comida. Em função disso, o foco do negócio é ligeiramente diferente do food truck, já que servir pratos mais sofisticados contando com uma estrutura limitada é complicado. As bikes são voltadas para alimentação rápida: lanches, guloseimas e até bebidas, até porque os recursos de preparo em cima de duas rodas são escassos.

Feito com amor

casal de cuiabá com food bikes
Acervo pessoal

Foi isso que o casal Camila e Raphael Cunha, de Cuiabá (MT), decidiu fazer. Os brownies que ela preparava para os amigos e familiares agradavam tanto que ele pesquisou uma forma diferente de vender o doce para agradar a clientela. “A gente procurou uma forma de vender com um algo a mais, que encantasse as pessoas, sem precisar gastar muito. E foi aí que, pesquisando na internet, nas redes sociais, vi que existia o mercado de food bike há mais de um ano no Brasil”, explica Raphael. O casal é pioneiro com a bike do I Love Brownie e, quando decidiram largar as profissões de barbeiro e maquiadora, não esperavam que o sucesso fosse tão grande.

brownies food bikes
Acervo Pessoal

Desde janeiro vendendo as gostosuras pela capital matogrossense, o casal oferece brownies em diversos pontos da cidade, como praças, lojas, salões e empresas parceiras. “Na parte da manhã, enquanto a Camila produz, eu embalo e acomodo os brownies nas caixas. À tarde, abastecemos as bikes e saímos para vender”, explica Raphael. Além disso, a I Love Brownie também participa de eventos, como aniversários, casamentos e formaturas.

Food bikes: investimento certeiro

food bikes
Acervo pessoal

Embalados em saquinhos plásticos envolvidos em um adesivo com a logomarca, os brownies dão água na boca e são responsáveis pelo bom retorno que Camila e Raphael têm recebido. O investimento que o casal teve com a bicicleta foi de cerca de R$ 5 mil, incluindo os utensílios domésticos da cozinha. Hoje, já possuem duas bikes e vendem, em média, de 100 a 150 brownies por dia em cada uma. O cardápio é variado e conta com sabores como Nutella®, brigadeiro, beijinho, doce de leite com nozes e brigadeiro de paçoca – cada unidade sai de R$4 a R$6 (o recheado). Para eventos, eles oferecem minibrownies em forminhas de papel como a de brigadeiro.

Com página no Facebook, a I Love Brownie aposta nas redes sociais para atrair a clientela. “Através desses canais, informamos aos nossos brownielovers (como gostamos de nos referir aos clientes) datas, locais e horários em que
estaremos estacionados com a food bike, além de publicar fotos de eventos”, explica o casal. Aliás, o amor é o que move Raphael e Camila a vender os doces por Cuiabá e, pensando nisso, eles até criaram uma identidade visual no uniforme que vestem. “Não queremos vender brownie somente pelo lucro, queremos levar nosso carisma e simpatia aos clientes. Deixar o cliente sair contagiado depois de ter comprado um brownie. Com nossos trajes (a Sra. Brownie usando uma saia midi e o Sr. Brownie um chapéu panamá), queremos mexer com o lúdico e a fantasia das crianças e até dos adultos”, explica Camila.

casal com food bikes
Acervo pessoal

Para o futuro, o casal espera aumentar a linha de produção e inovar com recheios e opções diversificadas. “Pretendemos investir na cozinha, ampliar o espaço e dividir as áreas de produção entre corte, embalagem e armazenamento”, explica Raphael. E quanto a terem largado suas antigas carreiras para se dedicar a vender comida na rua, ele diz: “somos muito felizes em fazer o que estamos fazendo, amamos atender o público direto, ter um contato mais próximo e levar o bom atendimento que todo brownielover merece. Temos a qualidade de poder trabalhar com o que gostamos, produzindo em nossa casa, próximos de nossas filhas, coisas que no trabalho convencional não poderíamos fazer”, completa Raphael.

 

food bikes
Acervo pessoal

Manual das food bikes

Confira algumas características e dicas para investir em food bikes:

  • O baixo custo de investimento das food bikes, que pode começar em R$2 mil, para adaptação de uma bicicleta, é o maior atrativo deste ramo. Crie um modelo diferenciado, com cores chamativas e harmoniosas para que a bike seja facilmente identificada e atraia clientes também pelo visual.
  • A facilidade de locomoção é um diferencial do negócio, já que, por ser um veículo menor e mais leve, ele pode estar em locais em que o trailer dificilmente teria acesso.
  • A aproximação com os clientes é outro ponto positivo, já que o contato direto do vendedor com o consumidor possibilita mais carisma e conversa, responsáveis por fidelizar a clientela.
  • É preciso tomar cuidado com os valores altos cobrados por alguns food parks privados, que acabam diminuindo a margem de lucratividade.
  • O menor conforto físico é outro fator que pode dificultar o negócio, assim como o ambiente aberto. Em dias de chuva, não será possível atender ao público e em dias de muito frio, a clientela irá preferir locais fechados. Pense nesses fatores antes de investir no ramo.
  • Consulte a legislação de sua cidade para verificar se é permitido esse tipo de negócio. Cidades como São Paulo, o berço dessa onda de comida sobre rodas, Rio de Janeiro e Belo Horizonte já possuem legislação específica para este tipo de comércio.
  • Algumas empresas são especializadas e trabalham apenas com a produção e adaptação de bicicletas, oferecendo toda a assessoria necessária, desde o desenho do projeto até a fabricação do modelo escolhido. A empresa Moove Bikes é uma delas e oferece ao cliente a estrutura padrão de bicicleta ou triciclo com baú, personalizando o restante dos itens: cores das food bikes, modelo, arte para envelopamento do baú, etc. Confira mais no site.

Texto: Nathalia Boni

faça um comentário

Mais receitas para você

Jantar prático e barato

Jantar prático e barato: 30 opções econômicas e deliciosas

Veja 30 opções de receitas para um jantar prático e econômico!

Tortas salgadas

35 tortas salgadas fáceis de fazer

É uma torta mais gostosa que a outra. Confira como prepará-las!

Receitas com frango desfiado

Receitas com frango desfiado: 12 ideias para variar o cardápio no dia a dia

Confira nossa lista e tenha refeições ainda mais saborosas!

Carne louca com arroz

Carne louca com arroz

A receita fica pronta em 45 minutos!

Omelete de forno de legumes com queijo minas.

Omelete de legumes com queijo minas

Essa é a receita perfeita para quem quer muito sabor e pouco tempo na cozinha!

Receita salva com sucesso... Veja o seu Livro de receitas